Domingo V do Tempo Comum | Ano A

Domingo V do Tempo Comum
05 de Fevereiro de 2017 | Ano A


Antífona de Entrada

           Vinde, prostremo-nos em terra – F. Valente (BML 121-122)
           Vinde, prostremo-nos em terra – Az. Oliveira (NRMS 48| IC, p. 594| CEC II, p. 25-26)
           Vinde, prostremo-nos em terra – A. Cartageno (L 867)
           Vinde, exultemos de alegria no Senhor – F. Santos (NCT 229)


Salmo Responsorial

           Para o homem recto nascerá uma luz no meio das trevas (Sl 111) – F. Santos (BML 86);
                 M. Luís (SRML, p. 114-115); Az. Oliveira (SRAO A, p. 114-115); M. Carneiro
                 (SRMC A, p. 88-89); C. Silva (OC, p. 209| L 644)



Antífona da Comunhão
       
           Dêmos graças ao Senhor – A. Cartageno (CEC II, p. 27-28| XX ENPL, p. 33-35| L 270)
           Proclamemos a misericórdia – F. Silva (BML 54| CEC II, p. 29-32)
           Brilhe a vossa luz diante dos homens – M. Simões (NRMS 63| IC, p. 713-714)




Outros cânticos para o V Domingo do Tempo Comum

           Vós sois o sal da terra – C. Silva (L 886)
           Eu sou a Luz do mundo – J. Santos (NRMS 115)
           Eu sou a Luz do mundo – M. Carneiro (CVM, p. 128-130)
     
Pe. Nuno Queirós

Felizes os pobres | F. Santos


Salmo responsorial do Domingo IV do Tempo Comum do ano A musicado pelo Pe. Ferreira dos Santos. Encontra-se publicado no Boletim de Música Litúrgica (BML) nº 54.

Bem-aventurados


Obra da autoria do Pe. António Cartageno sobre as Bem-aventuranças. Composta para solista, coro a 4 v.m. e órgão, é uma obra acessível à maioria dos coros e possui uma dinâmica incomum (solista, coro, solista, coro) que a torna especial. Poderá ser interpretada em diversas alturas, como cântico de comunhão.

Domingo IV do Tempo Comum | Ano A


DOMINGO IV DO TEMPO COMUM
29 de Janeiro de 2017 | Ano A



Antífona de Entrada

             Salvai-nos, Senhor – F. Lapa (BML 107)
             Salvai-nos, Senhor – Az. Oliveira (NRMS 67| CEC II, p. 23-24| IC, p. 549)
             Senhor, nosso Deus, salvai-nos – Az. Oliveira (NRMS 134)
             Salvai-nos, Senhor, nosso Deus – M. Carneiro (CVM, p. 50-52)


Salmo Responsorial

             Felizes os pobre que o são no seu íntimo, porque deles é o Reino do céu (Sl 145) – M. Luís
                   (SRML, p. 112-113); F. Santos (BML54); Az. Oliveira (SRAO A, p. 112-113)
             Bem aventurados os pobre em espírito, porque deles é o Reino do céu (Sl 145) – M. Carneiro
                   (SRMC A, p. 86-87)



Antífona da Comunhão

             Como é grande, Senhor– F. Valente (BML 148-149)
             Os bem-aventurados – V. Pereira/J. Ribeiro (ELC, p. 41-43)
             Benditos de meu Pai – Az. Oliveira (NRMS 92| IC, p. 606-607| CEC II, p. 153-154
                   | CPE, p. 149-150)
             No alto do monte – Az. Oliveira (NRMS 102| IC, p. 484-485)
             Bem-aventurados – F. Santos (BML 4| CEC II, p. 204-205| NCT 731)
             Bem-aventurados – A. Cartageno
             Bem-aventurados – J. Geada
             Bem-aventuranças –  E. Amorim (Libellus 5)
             Bem-aventurados os que têm fome – M. Luís (CEC II, p. 28| LHC I, p. 387|
                   NRMS 53| IC, p. 199| L 1128), versão a 4 v. m. de M. Simões (NRMS 53)

Em Vós, Senhor, está a fonte



Cântico de Comunhão da autoria do Pe. Azevedo Oliveira. Esta obra,  publicada na NRMS 143, encontra-se harmonizada (refrão e estrofes) para 4 vozes mistas.  É uma interessante sugestão para as diversas celebrações do Tempo Comum.

Encontros sobre a Música Litúrgica | Diocese do Porto


No passado mês de Julho de 2016, o Secretariado Diocesano de Liturgia fez saber, através dos meios de comunicação da Diocese, da sua vontade e intenção de reativar o Serviço Diocesano de Música Litúrgica, por tudo o que este foi, semeou e representou na Diocese e por tudo o que terá que ser e representar na Diocese de hoje e amanhã que quer cantar os louvores de Deus com arte e com alma. Para tal, promoveu a realização de quatro encontros, distribuídos pelas quatro regiões pastorais da Diocese, no sentido de auscultar as preocupações, inquietações e anseios dos responsáveis dos coros: diretores, organistas, coordenadores.

Os encontros realizados permitiram ouvir cerca de duzentos responsáveis que nos deixaram muita e importante informação, partilharam dificuldades e expectativas e nos urgiram a passar à acção, indo ao encontro das carências e necessidades detectadas.

Entretanto, o nosso Bispo aprovou a criação deste Serviço Diocesano, no âmbito do Secretariado Diocesano de Liturgia, e nomeou o seu Director. O Serviço, ainda numa fase de «instalação», vai agora estruturar-se, de uma forma que contemple a participação orgânica dos agentes da pastoral do canto e da música litúrgica ao nível de toda a Diocese. Naturalmente, o processo requer tempo. Entretanto, mesmo sem a estrutura completa e funcional, podemos e devemos começar a intervir.

É certo que, a curto prazo, o Serviço Diocesano de Música não tem a pretensão (nem capacidade) para dar resposta a todas as expectativas. Mas compromete-se a, gradualmente, ir tornando realidade um conjunto de acções que permitam o aparecimento de condições propícias a uma boa prestação de todos os agentes da música litúrgica de tal forma que a GLÓRIA DE DEUS E A SANTIFICAÇÃO DOS HOMENS seja uma realidade.

Assim, e como primeiro passo, propomos dois encontros de formação, especialmente orientados para responsáveis, directores de coros e salmistas. A proposta será replicada em cada uma das 4 regiões pastorais da nossa Diocese, com o seguinte calendário:
➤  28 de Janeiro e 4 de Fevereiro, às 9:30 horas – Arrifana (Salão Paroquial) para os responsáveis da música litúrgica e salmistas das paróquias, reitorias e capelanias da Região Pastoral Sul.
➤  28 de Janeiro e 4 de Fevereiro, às 9:30 horas – Porto (Casa Diocesana de Vilar) para os responsáveis da música litúrgica e salmistas das paróquias, reitorias e capelanias da Região Pastoral do Grande Porto.
➤  11 e 18 de Fevereiro, às 9:30 horas – Santo Tirso (Centro Paroquial) para os responsáveis da música litúrgica e salmistas das paróquias, reitorias e capelanias da Região Pastoral Norte.
➤  11 e 18 de Fevereiro, às 9:30 horasPenafiel (Centro Paroquial) para os responsáveis da música litúrgica e salmistas das paróquias, reitorias e capelanias da Região Pastoral Nascente.

Qualquer um destes encontros terminará até às 12.30 horas.
Não sendo estritamente necessário, solicita-se, por razões de ordem organizacional, que se faça uma inscrição através do LINKPara qualquer esclarecimento adicional, pode contactar-se o Serviço Diocesano de Música Litúrgica através do endereço electrónico musica@sdlporto.pt .

Contamos com a presença e colaboração de todos os que, com responsabilidade, fidelidade e entusiasmo, dão vida a este maravilhoso ministério litúrgico, ajudando as nossas assembleia a cantar ao Senhor com arte e com alma.


S.D.L.